*É um Lusófono com L grande? Então adira ao MIL: vamos criar a Comunidade Lusófona!*
BLOGUE DO MIL: MOVIMENTO INTERNACIONAL LUSÓFONO

Participe também nas nossas páginas "facebook":

http://www.facebook.com/groups/2391543356/
http://www.facebook.com/groups/168284006566849/

E veja os nossos vídeos:
http://www.youtube.com/movimentolusofono

Apoiado por muitas das mais relevantes personalidades da nossa sociedade civil, o MIL é um movimento cultural e cívico registado notarialmente no dia quinze de Outubro de 2010, que conta já com mais de 40 milhares de adesões de todos os países e regiões do espaço lusófono. Entre os nossos órgãos, eleitos em Assembleia Geral, inclui-se um Conselho Consultivo, constituído por uma centena de pessoas, representando todo o espaço da lusofonia.
Defendemos o reforço dos laços entre os países e regiões do espaço lusófono – a todos os níveis: cultural, social, económico e político –, assim procurando cumprir o sonho de Agostinho da Silva: a criação de uma verdadeira comunidade lusófona, numa base de liberdade e fraternidade.

SEDE: Palácio da Independência, Largo de São Domingos, nº 11 (1150-320 Lisboa)
NIB: 0036 0283 99100034521 85; IBAN: PT50 0036 0283 9910 0034 5218 5; BIC: MPIOPTPL; NIF: 509 580 432

Caso pretenda aderir ao MIL, envie-nos um e-mail: adesao@movimentolusofono.org (indicar nome e área de residência). Para outros assuntos: info@movimentolusofono.org. Contacto por telefone: 967044286.

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"
Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa, política essa que tem uma vertente cultural e uma outra, muito importante, económica.

A direita me considera como da esquerda; esta como sendo eu inclinado à direita; o centro me tem por inexistente. Devo estar certo.


Agostinho da Silva

domingo, 19 de julho de 2015

Cabo Verde recebe mais de mil processos para regularização de imigrantes

Cabo Verde recebe mais de mil processos para regularização de imigrantes

Cabo Verde recebeu mais de mil processos de pedido de regularização de imigrantes no país nos três meses após a entrada em vigor da nova lei de imigração, em dezembro do ano passado, indicou hoje fonte oficial.
Segundo Carmen Furtado, diretora geral da Imigração cabo-verdiana, citada pela Inforpress, a nova lei de imigração, publicada em julho de 2014 e que entrou em vigor em dezembro último, deu a possibilidade de regularização extraordinária de estrangeiros em situação irregular no país.
"Devemos promover a legalidade, daí o dispositivo na lei que permite a regularização extraordinária de acordo com os critérios estabelecidos (...), que apesar de constituir um desafio, demonstra a vontade, a nível de administração, de estabelecer regras claras, seja para a própria administração, seja para o público-alvo, que são os imigrantes", enfatizou Carmen Furtado.
Após a entrega dos processos completos para o pedido de residência pela primeira vez, Carmen Furtadno informou que a Direção de Emigração e Fronteira tem 90 dias para deferir ou não o pedido.
A responsável, que falava à imprensa no âmbito da V Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Imigração (CNI), salientou que a regularização dos estrangeiros, para promover a legalidade e facilitar a sua integração no país, é o desafio prioritário da Estratégia Nacional de Imigração.
Cabo Verde conta neste momento com cerca de 18 mil imigrantes, na sua maioria africanos, indicou a diretora geral.
Diário Digital com Lusa

Sem comentários: