*É um Lusófono com L grande? Então adira ao MIL: vamos criar a Comunidade Lusófona!*
BLOGUE DO MIL: MOVIMENTO INTERNACIONAL LUSÓFONO

Participe também nas nossas páginas "facebook":

http://www.facebook.com/groups/2391543356/
http://www.facebook.com/groups/168284006566849/

E veja os nossos vídeos:
http://www.youtube.com/movimentolusofono

Apoiado por muitas das mais relevantes personalidades da nossa sociedade civil, o MIL é um movimento cultural e cívico registado notarialmente no dia quinze de Outubro de 2010, que conta já com mais de uma centena de milhares de adesões de todos os países e regiões do espaço lusófono. Entre os nossos órgãos, eleitos em Assembleia Geral, inclui-se um Conselho Consultivo, constituído por mais de meia centena de pessoas, representando todo o espaço da lusofonia.
Defendemos o reforço dos laços entre os países e regiões do espaço lusófono – a todos os níveis: cultural, social, económico e político –, assim procurando cumprir o sonho de Agostinho da Silva: a criação de uma verdadeira comunidade lusófona, numa base de liberdade e fraternidade.

SEDE: Palácio da Independência, Largo de São Domingos, nº 11 (1150-320 Lisboa)
NIB: 0036 0283 99100034521 85; IBAN: PT50 0036 0283 9910 0034 5218 5; BIC: MPIOPTPL; NIF: 509 580 432

Caso pretenda aderir ao MIL, envie-nos um e-mail: adesao@movimentolusofono.org (indicar nome e área de residência). Para outros assuntos: info@movimentolusofono.org. Contacto por telefone: 967044286.

NOVA ÁGUIA: REVISTA DE CULTURA PARA O SÉCULO XXI
http://www.novaaguia.blogspot.com
Sede Editorial: Zéfiro - Edições e Actividades Culturais, Apartado 21 (2711-953 Sintra).
Sede Institucional: MIL - Movimento Internacional Lusófono, Palácio da Independência, Largo de São Domingos, nº 11 (1150-320 Lisboa).
CONTACTO: 967044286
Desde 2008, "a única revista portuguesa de qualidade que, sem se envergonhar nem pedir desculpa, continua a reflectir sobre o pensamento português".
Outras obras promovidas pelo MIL: https://millivros.webnode.com/

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"

Nenhuma direita se salvará se não for de esquerda no social e no económico; o mesmo para a esquerda, se não for de direita no histórico e no metafísico (in Caderno Três, inédito)

A direita me considera como da esquerda; esta como sendo eu inclinado à direita; o centro me tem por inexistente. Devo estar certo (in Cortina 1, inédito)

Agostinho da Silva

quinta-feira, 5 de novembro de 2020

Uma «viagem à Lua» pela música


Neste ano de 2020 foi lançado o mais recente álbum (duplo CD) d’Os Músicos do Tejo: «Il Mondo della Luna», uma ópera estreada em 1765 com música de Pedro António Avondano (1714-1782) e libreto de Carlo Goldoni (1707-1793) – e uma obra que o grupo lisboeta já vinha ensaiando e preparando há algum tempo em vários concertos. Editada também pela Naxos, que lançou os três anteriores trabalhos dos MdT, com destaque para as óperas de Francisco António de Almeida «La Spinalba» (2011) e «Il Trionfo d’Amore» (2015), esta primeira gravação daquela que representa muito provavelmente o ponto alto da carreira do compositor português de origem italiana contou com a participação de Arthur Filemon, Carla Caramujo, Carla Simões, Carlos Monteiro, Fernando Guimarães, João Fernandes, João Pedro Cabral, Luís Rodrigues, Rodrigo Carreto, Rui Bôrras e Susana Gaspar, tendo a direcção musical ficado a cargo, mais uma vez, de Marcos Magalhães (igualmente participante) e de Marta Araújo. Está à venda, entre outras, nas lojas de Lisboa d’A Vida Portuguesa (Intendente, Chiado-Rua Anchieta e Mercado da Ribeira) e da Companhia Nacional de Música (Chiado-Rua Nova do Almada). (Também no Ópera do Tejo.)

Sem comentários: