*É um Lusófono com L grande? Então adira ao MIL: vamos criar a Comunidade Lusófona!*
BLOGUE DO MIL: MOVIMENTO INTERNACIONAL LUSÓFONO

Participe também nas nossas páginas "facebook":

http://www.facebook.com/groups/2391543356/
http://www.facebook.com/groups/168284006566849/

E veja os nossos vídeos:
http://www.youtube.com/movimentolusofono

Apoiado por muitas das mais relevantes personalidades da nossa sociedade civil, o MIL é um movimento cultural e cívico registado notarialmente no dia quinze de Outubro de 2010, que conta já com mais de 40 milhares de adesões de todos os países e regiões do espaço lusófono. Entre os nossos órgãos, eleitos em Assembleia Geral, inclui-se um Conselho Consultivo, constituído por uma centena de pessoas, representando todo o espaço da lusofonia.
Defendemos o reforço dos laços entre os países e regiões do espaço lusófono – a todos os níveis: cultural, social, económico e político –, assim procurando cumprir o sonho de Agostinho da Silva: a criação de uma verdadeira comunidade lusófona, numa base de liberdade e fraternidade.

SEDE: Palácio da Independência, Largo de São Domingos, nº 11 (1150-320 Lisboa)
NIB: 0036 0283 99100034521 85; IBAN: PT50 0036 0283 9910 0034 5218 5; BIC: MPIOPTPL; NIF: 509 580 432

Caso pretenda aderir ao MIL, envie-nos um e-mail: adesao@movimentolusofono.org (indicar nome e área de residência). Para outros assuntos: info@movimentolusofono.org. Contacto por telefone: 967044286.

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"
Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa, política essa que tem uma vertente cultural e uma outra, muito importante, económica.

A direita me considera como da esquerda; esta como sendo eu inclinado à direita; o centro me tem por inexistente. Devo estar certo.


Agostinho da Silva

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Parlamento guineense vai erigir estátua ao falecido Presidente «Nino» Vieira

Parlamento guineense vai erigir estátua ao falecido Presidente «Nino» Vieira

O Parlamento guineense vai erigir uma estátua em memória do falecido Presidente do país João Bernardo "Nino" Vieira na sua qualidade de primeiro líder da instituição, foi hoje anunciado em comunicado.
De acordo com uma resolução aprovada por unanimidade na terça-feira em sessão plenária do Parlamento guineense, a que Lusa teve hoje acesso, a estátua de "Nino" Vieira será erigida em frente à sede do hemiciclo em Bissau, em data a anunciar.
Cuba já se prontificou a erguer a estátua, que será de corpo inteiro, assim que o Governo acolher a decisão tomada pelos deputados.
O Parlamento "vai propor ao Governo a atribuição do título de herói nacional e a construção de uma estátua de corpo inteiro em memória de João Bernardo Vieira enquanto primeiro presidente da Assembleia Nacional Popular", lê-se na resolução.
No mesmo documento, os parlamentares aprovaram recomendar ao Governo que os "restos mortais" de "Nino" Vieira fossem transladados do cemitério municipal de Bissau para a Fortaleza de Amura, lugar onde repousam os corpos de outras figuras do país, nomeadamente Amílcar Cabral, "pai" da independência, e o ex-Presidente Kumba Ialá, entre outros.
"A homenagem ao Presidente "Nino" Vieira perfila-se na linha de um processo de reconhecimento formal de figuras históricas e da reconstituição da memória coletiva do nosso povo", assinala-se ainda no documento.
Para os deputados, "Nino" Vieira teve um papel preponderante na luta armada pela independência da Guiné-Bissau, e mais tarde na abertura política do país ao pluralismo democrático, factos que devem ser preservados e transmitidos às novas gerações.
Até agora, apenas Amílcar Cabral tem uma estátua em corpo inteiro erigida junto ao aeroporto internacional de Bissau.
Diário Digital com Lusa

Sem comentários: