*É um Lusófono com L grande? Então adira ao MIL: vamos criar a Comunidade Lusófona!*
BLOGUE DO MIL: MOVIMENTO INTERNACIONAL LUSÓFONO

Participe também nas nossas páginas "facebook":

http://www.facebook.com/groups/2391543356/
http://www.facebook.com/groups/168284006566849/

E veja os nossos vídeos:
http://www.youtube.com/movimentolusofono

Apoiado por muitas das mais relevantes personalidades da nossa sociedade civil, o MIL é um movimento cultural e cívico registado notarialmente no dia quinze de Outubro de 2010, que conta já com mais de 40 milhares de adesões de todos os países e regiões do espaço lusófono. Entre os nossos órgãos, eleitos em Assembleia Geral, inclui-se um Conselho Consultivo, constituído por uma centena de pessoas, representando todo o espaço da lusofonia.
Defendemos o reforço dos laços entre os países e regiões do espaço lusófono – a todos os níveis: cultural, social, económico e político –, assim procurando cumprir o sonho de Agostinho da Silva: a criação de uma verdadeira comunidade lusófona, numa base de liberdade e fraternidade.

SEDE: Palácio da Independência, Largo de São Domingos, nº 11 (1150-320 Lisboa)
NIB: 0036 0283 99100034521 85; IBAN: PT50 0036 0283 9910 0034 5218 5; BIC: MPIOPTPL; NIF: 509 580 432

Caso pretenda aderir ao MIL, envie-nos um e-mail: adesao@movimentolusofono.org (indicar nome e área de residência). Para outros assuntos: info@movimentolusofono.org. Contacto por telefone: 967044286.

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"
Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa, política essa que tem uma vertente cultural e uma outra, muito importante, económica.

A direita me considera como da esquerda; esta como sendo eu inclinado à direita; o centro me tem por inexistente. Devo estar certo.


Agostinho da Silva

sábado, 14 de março de 2015

Chuvas torrenciais deixam 69 mortos em Angola

Chuvas torrenciais deixam 69 mortos em Angola


Pelo menos 69 pessoas, incluindo 36 menores de idade, morreram nas chuvas torrenciais que afectaram Lobito, cidade que fica a 500 km a sul da capital angolana Luanda, segundo um balanço actualizado este sábado.

O governo destinou quase um milhão de dólares para ajudar as famílias desalojadas, anunciou Bornito de Sousa, ministro da Administração, que visitou Lobito, cidade de 800.000 habitantes.
Os desabrigados serão realojados em locais com melhores condições, segundo o ministro, que pediu ao governo local um censo de todas as pessoas que moram em zonas de risco.
Uma tromba de água atingiu a cidade costeira de Lobito na madrugada de quinta-feira. As casas mais frágeis, construídas nas colinas da cidade, foram arrasadas.
Os trabalhos de busca de corpos e as operações de limpeza prosseguem este sábado.
Lusa

Sem comentários: