*É um Lusófono com L grande? Então adira ao MIL: vamos criar a Comunidade Lusófona!*
BLOGUE DO MIL: MOVIMENTO INTERNACIONAL LUSÓFONO

Participe também nas nossas páginas "facebook":

http://www.facebook.com/groups/2391543356/
http://www.facebook.com/groups/168284006566849/

E veja os nossos vídeos:
http://www.youtube.com/movimentolusofono

Apoiado por muitas das mais relevantes personalidades da nossa sociedade civil, o MIL é um movimento cultural e cívico registado notarialmente no dia quinze de Outubro de 2010, que conta já com mais de 40 milhares de adesões de todos os países e regiões do espaço lusófono. Entre os nossos órgãos, eleitos em Assembleia Geral, inclui-se um Conselho Consultivo, constituído por uma centena de pessoas, representando todo o espaço da lusofonia.
Defendemos o reforço dos laços entre os países e regiões do espaço lusófono – a todos os níveis: cultural, social, económico e político –, assim procurando cumprir o sonho de Agostinho da Silva: a criação de uma verdadeira comunidade lusófona, numa base de liberdade e fraternidade.

SEDE: Palácio da Independência, Largo de São Domingos, nº 11 (1150-320 Lisboa)
NIB: 0036 0283 99100034521 85; IBAN: PT50 0036 0283 9910 0034 5218 5; BIC: MPIOPTPL; NIF: 509 580 432

Caso pretenda aderir ao MIL, envie-nos um e-mail: adesao@movimentolusofono.org (indicar nome e área de residência). Para outros assuntos: info@movimentolusofono.org. Contacto por telefone: 967044286.

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"
Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa, política essa que tem uma vertente cultural e uma outra, muito importante, económica.

A direita me considera como da esquerda; esta como sendo eu inclinado à direita; o centro me tem por inexistente. Devo estar certo.


Agostinho da Silva

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Governo timorense orgulhoso com inclusão de trabalho de Max Stahl na Memória do Mundo

O chefe da diplomacia timorense, José Luís Guterres, disse hoje que Timor-Leste recebeu com muito orgulho a inclusão na Memória do Mundo, pela UNESCO, dos registos audiovisuais do jornalista britânico Max Stahl sobre o nascimento do país.
"É extremamente importante. É a nossa história e, sendo nós parte do Mundo, ficamos muito orgulhosos pela Organização da ONU para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) aceitar que essas memórias façam parte da herança cultural da humanidade", afirmou José Luís Guterres, em declarações aos jornalistas.
Segundo o ministro dos Negócios Estrangeiros, agora o Governo precisa de "preservar aqueles registos e fazer com que outros mais, que possam existir, passem a estar acessíveis à população".
Na terça-feira, os registos audiovisuais compilados pelo jornalista britânico Max Stahl sobre o nascimento de Timor-Leste como país independente foram inscritos no Registo da Memória do Mundo, da UNESCO.
A aprovação da lista, pela diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, foi feita na sequência de recomendações do Comité Consultivo Internacional do Programa Memória do Mundo, numa reunião realizada em Gwangju, na Coreia do Sul.
Neste momento, o Registo da Memória do Mundo da UNESCO conta com 299 documentos e coleções documentais dos cinco continentes, conservados em todo o tipo de suportes, da pedra, ao pergaminho ou gravações audiovisuais.

@SAPO Timor-Leste

Sem comentários: