*É um Lusófono com L grande? Então adira ao MIL: vamos criar a Comunidade Lusófona!*
BLOGUE DO MIL: MOVIMENTO INTERNACIONAL LUSÓFONO

Participe também nas nossas páginas "facebook":

http://www.facebook.com/groups/2391543356/
http://www.facebook.com/groups/168284006566849/

E veja os nossos vídeos:
http://www.youtube.com/movimentolusofono

Apoiado por muitas das mais relevantes personalidades da nossa sociedade civil, o MIL é um movimento cultural e cívico registado notarialmente no dia quinze de Outubro de 2010, que conta já com mais de 40 milhares de adesões de todos os países e regiões do espaço lusófono. Entre os nossos órgãos, eleitos em Assembleia Geral, inclui-se um Conselho Consultivo, constituído por uma centena de pessoas, representando todo o espaço da lusofonia.
Defendemos o reforço dos laços entre os países e regiões do espaço lusófono – a todos os níveis: cultural, social, económico e político –, assim procurando cumprir o sonho de Agostinho da Silva: a criação de uma verdadeira comunidade lusófona, numa base de liberdade e fraternidade.

SEDE: Palácio da Independência, Largo de São Domingos, nº 11 (1150-320 Lisboa)
NIB: 0036 0283 99100034521 85; IBAN: PT50 0036 0283 9910 0034 5218 5; BIC: MPIOPTPL; NIF: 509 580 432

Caso pretenda aderir ao MIL, envie-nos um e-mail: adesao@movimentolusofono.org (indicar nome e área de residência). Para outros assuntos: info@movimentolusofono.org. Contacto por telefone: 967044286.

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"
Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa, política essa que tem uma vertente cultural e uma outra, muito importante, económica.

A direita me considera como da esquerda; esta como sendo eu inclinado à direita; o centro me tem por inexistente. Devo estar certo.


Agostinho da Silva

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Comércio entre China e países de língua portuguesa subiu 13% até setembro

Macau, China, 12 nov (Lusa) - As trocas comerciais entre a China e os países de língua portuguesa aumentaram 13,62% entre janeiro e setembro, face a igual período de 2011, para 98,19 mil milhões de dólares (77,26 mil milhões de euros), foi anunciado.

Dados da alfândega chinesa citados pelo Gabinete de Apoio ao Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Fórum Macau) indicam que os países lusófonos venderam a Pequim produtos no valor de 67,72 mil milhões de dólares (53,29 mil milhões de euros), um crescimento de 22,01% face aos primeiros nove meses de 2011.
Da China para os países de língua portuguesa seguiram produtos no valor de 30,46 mil milhões de dólares (23,96 mil milhões de euros), uma subida de 5,75% relativamente ao período entre janeiro e setembro de 2011.

O Brasil continua a ser o principal parceiro lusófono da China com um comércio bilateral de 65,29 mil milhões de dólares (51,38 mil milhões de euros), mais 4,6%, tendo as vendas de Brasília subido 5,51% para 40,45 mil milhões de dólares (31,83 mil milhões de euros) e as compras a Pequim crescido 3,14% para 24,84 mil milhões de dólares (19,54 mil milhões de euros).

Já com Angola, o comércio bilateral atingiu os 28,74 mil milhões de dólares (22,61 mil milhões de euros), o equivalente a uma subida de anual de 41,83 por cento: Luanda vendeu a Pequim produtos no valor de 25,78 mil milhões de dólares (20,28 mil milhões de euros) - mais 40,83% - enquanto a China vendeu a Angola bens avaliados em 2,95 mil milhões de dólares (2,32 mil milhões de euros) ou mais 51,25%.
Portugal, o terceiro país lusófono mais importante em valor nas trocas comerciais com a China registou entre janeiro e setembro trocas comerciais no valor de 3,06 mil milhões de dólares (2,4 mil milhões de euros), mais 3,36% do que no mesmo período de 2011, mas atuando com ganhos de equilíbrio na balança comercial dos dois países.

Segundo os dados divulgados, Portugal exportou para a China produtos no valor de 1,19 mil milhões de dólares (936,4 milhões de euros), mais 45,79% do que no mesmo período de 2011, enquanto comprava produtos no valor de 1,87 mil milhões de dólares (1,47 mil milhões de euros), uma quebra de 12,77%.
JCS // HB
Lusa/fim

http://noticias.sapo.tl/portugues/lusa/artigo/15289674.html
 

Sem comentários: