*É um Lusófono com L grande? Então adira ao MIL: vamos criar a Comunidade Lusófona!*
BLOGUE DO MIL: MOVIMENTO INTERNACIONAL LUSÓFONO

Participe também nas nossas páginas "facebook":

http://www.facebook.com/groups/2391543356/
http://www.facebook.com/groups/168284006566849/

E veja os nossos vídeos:
http://www.youtube.com/movimentolusofono

Apoiado por muitas das mais relevantes personalidades da nossa sociedade civil, o MIL é um movimento cultural e cívico registado notarialmente no dia quinze de Outubro de 2010, que conta já com mais de 40 milhares de adesões de todos os países e regiões do espaço lusófono. Entre os nossos órgãos, eleitos em Assembleia Geral, inclui-se um Conselho Consultivo, constituído por uma centena de pessoas, representando todo o espaço da lusofonia.
Defendemos o reforço dos laços entre os países e regiões do espaço lusófono – a todos os níveis: cultural, social, económico e político –, assim procurando cumprir o sonho de Agostinho da Silva: a criação de uma verdadeira comunidade lusófona, numa base de liberdade e fraternidade.

SEDE: Palácio da Independência, Largo de São Domingos, nº 11 (1150-320 Lisboa)
NIB: 0036 0283 99100034521 85; IBAN: PT50 0036 0283 9910 0034 5218 5; BIC: MPIOPTPL; NIF: 509 580 432

Caso pretenda aderir ao MIL, envie-nos um e-mail: adesao@movimentolusofono.org (indicar nome e área de residência). Para outros assuntos: info@movimentolusofono.org. Contacto por telefone: 967044286.

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"
Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa, política essa que tem uma vertente cultural e uma outra, muito importante, económica.

A direita me considera como da esquerda; esta como sendo eu inclinado à direita; o centro me tem por inexistente. Devo estar certo.


Agostinho da Silva

domingo, 10 de julho de 2016

Euro2016: Portugal campeão da Europa pela primeira vez

Euro2016: Portugal campeão da Europa pela primeira vez

Depois de perder a final do Euro2004 em Lisboa, Portugal conquistou finalmente o Campeonato da Europa. Éder, o jogador mais criticado de Fernando Santos, foi o herói do jogo, ao marcar o golo do triunfo no prolongamnento.

Um golo do suplente Éder, aos 109 minutos, selou o triunfo da formação das quinas, que perdeu por lesão, aos 25, o 'capitão' Cristiano Ronaldo, substituído por Ricardo Quaresma, depois de uma falta dura de Dimitri Payet, logo aos oito.
A seleção lusa tornou-se a segunda na história da competição a vencer a equipa da casa na final, 12 anos depois de ter perdido por 1-0 com a Grécia a do Euro2004, em pleno Estádio da Luz, em Lisboa.
Jogo realizado no Stade de France, em Paris, França.
Portugal - França, 1-0 (após prolongamento).
Ao intervalo: 0-0.
No final do tempo regulamentar: 0-0.
No final da primeira parte do prolongamento: 0-0.
Marcador:
1-0, Éder, 109 minutos.
Portugal
Rui Patrício, Cédric, Pepe, José Fonte, Raphael Guerreiro, William Carvalho, Adrien (João Moutinho, 66), Renato Sanches (Éder, 79), João Mário, Nani e Cristiano Ronaldo (Ricardo Quaresma, 25).
(Suplentes: Anthony Lopes, Eduardo, Vieirinha, Bruno Alves, Ricardo Carvalho, Eliseu, Danilo Pereira, João Moutinho, André Gomes, Ricardo Quaresma, Rafa e Éder).
Selecionador: Fernando Santos.
França
Hugo Lloris, Bacary Sagna, Laurent Koscielny, Samuel Umtiti, Patrice Evra, Blaise Matuidi, Paul Pogba, Moussa Sissoko (Anthony Martial, 110), Dimitri Payet (Kingsley Coman, 58), Antoine Griezmann e Olivier Giroud (André-Pierre Gignac, 78).
(Suplentes: Steve Mandanda, Benoît Costil, Christophe Jallet, Adil Rami, Eliaquim Mangala, Lucas Digne, N'Golo Kante, Morgan Schneiderlin, Yohan Cabaye, Kingsley Coman, Anthony Martial e André-Pierre Gignac).
Selecionador: Didier Deschamps.
Árbitro: Mark Clattenburg (Inglaterra).
Ação disciplinar: cartão amarelo para Cédric (34), João Mário (62), Samuel Umtiti (80), Raphael Guerreiro (95), Blaise Matuidi (97), William Carvalho (98), Laurent Koscielny (107), Paul Pogba (115), José Fonte (119) e Rui Patrício (120+3).
Assistência: cerca de 75.868 espetadores.
Diário Digital / Lusa

Sem comentários: