*É um Lusófono com L grande? Então adira ao MIL: vamos criar a Comunidade Lusófona!*
BLOGUE DO MIL: MOVIMENTO INTERNACIONAL LUSÓFONO

Participe também nas nossas páginas "facebook":

http://www.facebook.com/groups/2391543356/
http://www.facebook.com/groups/168284006566849/

E veja os nossos vídeos:
http://www.youtube.com/movimentolusofono

Apoiado por muitas das mais relevantes personalidades da nossa sociedade civil, o MIL é um movimento cultural e cívico registado notarialmente no dia quinze de Outubro de 2010, que conta já com mais de 40 milhares de adesões de todos os países e regiões do espaço lusófono. Entre os nossos órgãos, eleitos em Assembleia Geral, inclui-se um Conselho Consultivo, constituído por uma centena de pessoas, representando todo o espaço da lusofonia.
Defendemos o reforço dos laços entre os países e regiões do espaço lusófono – a todos os níveis: cultural, social, económico e político –, assim procurando cumprir o sonho de Agostinho da Silva: a criação de uma verdadeira comunidade lusófona, numa base de liberdade e fraternidade.

SEDE: Palácio da Independência, Largo de São Domingos, nº 11 (1150-320 Lisboa)
NIB: 0036 0283 99100034521 85; IBAN: PT50 0036 0283 9910 0034 5218 5; BIC: MPIOPTPL; NIF: 509 580 432

Caso pretenda aderir ao MIL, envie-nos um e-mail: adesao@movimentolusofono.org (indicar nome e área de residência). Para outros assuntos: info@movimentolusofono.org. Contacto por telefone: 967044286.

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"
Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa, política essa que tem uma vertente cultural e uma outra, muito importante, económica.

A direita me considera como da esquerda; esta como sendo eu inclinado à direita; o centro me tem por inexistente. Devo estar certo.


Agostinho da Silva

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Novo livro de Manuel J. Gandra


Amuletos da Tradição Luso-Afro-Brasileira 
Os amuletos (do latim, amuletum) protegem, fixando ou repelindo o mal produzido por espíritos e entidades sobrenaturais conscientes e poderosas.
É apotropaico tudo quanto paralisa de terror e obriga, literalmente, a voltar as costas e a fugir. No apotropaico confluem dois aspectos complementares de um mesmo processo: aterrorizar e proteger. Por isso é capaz de, concomitantemente, afastar demónios e desfazer ou proteger contra feitiços.
Convém, no entanto, distinguir o amuleto, quer do talismã (que se crê exercer uma acção sobre aspectos particulares do destino individual, alterando-o), quer do fétiche (que encerra um espírito que lhe comunica as virtudes de que é detentor).
Na obra em apreço, com 440 páginas (muito ilustradas), encontrará não só estas distinções minuciosamente esclarecidas como, nos cerca de 600 verbetes consignados, a descrição das funções mágicas de significativa gama de amuletos, tais como: amuletos animais, amuletos vegetais, amuletos minerais, orações, exorcismos e palavras de virtude, amuletos cristãos, amuletos complexos, operações mágicas, objectos mágicos, santões, magos, entidades e seus lugares, etc.

Caro (a) Senhor (a),
Para reserva de exemplares do livro em epígrafe e para salvaguardar o interesse dos efectivamente interessados em obtê-lo, as reservas só serão efectivas contra a transferência da quantia de 20 euros (p/ exemplar) para o NIB: 003504260002353590096.
Faça ainda o obséquio de me informar como deseja receber o livro que creio estará disponível no princípio da próxima semana.
Com os melhores cumprimentos.
Manuel J. Gandra
manueljgandra@gmail.com 

Sem comentários: