*É um Lusófono com L grande? Então adira ao MIL: vamos criar a Comunidade Lusófona!*
BLOGUE DO MIL: MOVIMENTO INTERNACIONAL LUSÓFONO

Participe também nas nossas páginas "facebook":

http://www.facebook.com/groups/2391543356/
http://www.facebook.com/groups/168284006566849/

E veja os nossos vídeos:
http://www.youtube.com/movimentolusofono

Apoiado por muitas das mais relevantes personalidades da nossa sociedade civil, o MIL é um movimento cultural e cívico registado notarialmente no dia quinze de Outubro de 2010, que conta já com mais de 40 milhares de adesões de todos os países e regiões do espaço lusófono. Entre os nossos órgãos, eleitos em Assembleia Geral, inclui-se um Conselho Consultivo, constituído por uma centena de pessoas, representando todo o espaço da lusofonia.
Defendemos o reforço dos laços entre os países e regiões do espaço lusófono – a todos os níveis: cultural, social, económico e político –, assim procurando cumprir o sonho de Agostinho da Silva: a criação de uma verdadeira comunidade lusófona, numa base de liberdade e fraternidade.

SEDE: Palácio da Independência, Largo de São Domingos, nº 11 (1150-320 Lisboa)
NIB: 0036 0283 99100034521 85; IBAN: PT50 0036 0283 9910 0034 5218 5; BIC: MPIOPTPL; NIF: 509 580 432

Caso pretenda aderir ao MIL, envie-nos um e-mail: adesao@movimentolusofono.org (indicar nome e área de residência). Para outros assuntos: info@movimentolusofono.org. Contacto por telefone: 967044286.

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"

"Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa"
Trata-se, actualmente, de poder começar a fabricar uma comunidade dos países de língua portuguesa, política essa que tem uma vertente cultural e uma outra, muito importante, económica.

A direita me considera como da esquerda; esta como sendo eu inclinado à direita; o centro me tem por inexistente. Devo estar certo.


Agostinho da Silva

segunda-feira, 18 de julho de 2011

São Tomé e Príncipe: CPLP satisfeita com forma ordeira do processo eleitoral

O chefe da missão de observação eleitoral da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa) às eleições presidenciais de São Tomé e Príncipe, França Van-Dúnem, manifestou-se hoje, segunda-feira, agradavelmente surpreendido pela maneira como decorreu o processo eleitoral.

Em declarações à imprensa nacional e internacional, antes da emissão do comunicado oficial, o deputado angolano referiu que embora tenham sabido da ocorrência de alguns atrasos na cobertura de algumas circunscrições eleitorais, o que considerou normal, notou alto grau de civismo por parte da população.

Disse que no decurso do processo confirmou mais uma vez o grau de maturidade do povo de São Tomé e Príncipe.

Acrescentou terem percorrido várias circunscrições de voto, onde tiveram a ocasião de serem cumprimentados por algumas individualidades, incluindo o Presidente da República cessante.

Pelo que lhe puseram a constatar, adiantou, os resultados situam-se a nível da previsibilidade, tendo um candidato saído a frente e o outro logo a seguir, mas não de maneira a perturbar o posicionamento do primeiro.

Reafirmou estar convencido que o povo são-tomense fez o que era seu dever, facto confirmado quase no fim da hora marcada para encerrar o escrutínio (18h00, uma hora a mais em Angola), em que houve uma maior avalanche de eleitores.

“Estou convencido que agora está mais ou menos claro que vai haver uma nova votação nas mesas eleitorais onde não aconteceu, devido aos incidentes aí registados, mas na quarta-feira (dia 20) não haverá problemas e a primeira volta será consumada”, frisou.

Nesta senda, declarou que o pleito decorreu de forma normal e ordeira com excepção dos locais onde as pessoas acharam que seria bom momento para fazer saber a comunidade de observados os seus problemas.

“Mesmo assim posso declarar que saiu vencedor o povo de São Tomé e Príncipe”, finalizou.

Fonte: Notícias Lusófonas

Sem comentários: